Menu
37 ANOS
AO SERVIÇO DA FORMAÇÃO

CURSO LABORAL

Ventilação Industrial 3ª edição

INTRODUÇÃO

É do conhecimento de todos que a permanência ao ar livre aumenta o apetite, a capacidade de trabalho e a boa disposição.
 
Quanto mais puro for o ar, isto é, mais rico em oxigénio, melhor se desenvolvem as combustões internas do organismo e mais facilmente são eliminados os gases resultantes dessas combustões, expelidos pela respiração.
 
Sabe-se, por experiência também, que quando se reúnem várias pessoas num local privado de renovação conveniente de ar, ao fim de pouco tempo surge a sensação de mal-estar.
 
É certo que nem todas as pessoas se comportam do mesmo modo mas, mesmo as de melhor constituição sentem os efeitos nocivos duma atmosfera viciada.
 
Nestas circunstâncias é preciso que o ambiente em todos os locais onde permaneçam pessoas seja propício à sua saúde, isto é, em todos os locais de trabalho, de descanso e de recreio deve reinar uma atmosfera de ar puro.
 
Os vapores, gases e poeiras contidos no ar captados com dispositivos estudados devem ser removidos do mesmo, a fim de que ele possa ser libertado na atmosfera ambiente ou exterior devidamente purificado sem que ofereça, portanto, riscos à saúde das pessoas e danos ecológicos

OBJETIVOS

No fim do Curso, os Formandos serão capazes de;
  • Distinguir os diferentes processos de ventilação; Ventilação ambiente e localizada
  • Ter conhecimento do valor mínimo de renovação de ar por espaço, em função da sua utilização e do tipo de fontes poluentes nele existente.
  • Seleccionar o ventilador adequado em função dos critérios de selecção, tais como;
      - O tipo de local
      - A classe de fluido a transportar e as suas características
      - A configuração da instalação
      - Caudal e pressão, necessários
      - Nível acústico admissível.
      - Tipo de alimentação
  • Ter noção do conceito de “varrimento do local”
  • Ter noção de captação localizada
  • Detectar os erros mais comuns nas renovações de ambientes
  • Efectuar cálculos simplificados de instalações tipo.

PROGRAMA

1- Noções Gerais 
     - Constituição do ar
     - Factores de viciação
     - Condições a realizar nos locais de permanência de pessoas

2- Tipos de ventilação 
     - Ventilação Ambiente
     - Ventilação Localizada

3- Processos de ventilação
     - Ventilação Natural
     - Factores que influem na ventilação natural
     - Vantagens e inconvenientes da ventilação natural
     - Ventilação Artificial
     - Ventilação diferencial
     - Ventilação mecânica
     - Ventilação adiabática

4- Partes principais de uma instalação de ventilação
     - Tomada de ar
     - Câmara de poeiras
     - Filtros (finalidade, classificação e características)
     - Ventiladores (finalidade, classificação, curvas características, fixação, etc.)

5- Purificação do ar
     - Generalidades
     - Factores a serem considerados na escolha do equipamento
     - Equipamentos para a recolha e eliminação de partículas
     - Equipamentos para a recolha e eliminação de contaminantes gasosos
     - Filtros, via seca, via húmida e electrostáticos
     - Ciclones
     - Lavadores de gases

6- Funcionamento de uma instalação
     - Critérios de selecção do ventilador
     - Redes de distribuição; seu traçado
     - Dimensionamento das condutas
     - Disposição das bocas de introdução e de evacuação do ar
     - Regulação e controlo
     - Critérios de selecção do equipamento filtrante
 
 7- Erros mais comuns nas instalações de ventilação
     - Inexistência de entrada de ar ou entrada de ar insuficiente
     - Aberturas das entradas de das saídas de ar muito próximas “curtos circuitos”
     - Incorrecta colocação das entradas em relação às saídas (criação de zonas mortas)
     - Colocação de obstáculos à frente dos extractores ou das entradas.
 
 8- Exemplos de Instalações Tipo
 

INTERESSA A

  • Projectistas com funções em gabinetes de projectos nas áreas do AVAC e de instalações fabris.
  • Responsáveis pela manutenção dos equipamentos nas instalações de AVAC e nas industrias com processos fabris poluidoras, nomeadamente na indústria da madeira, na indústria metalúrgica e metalomecânica, nas indústrias químicas, e outras.
  • Quadros responsáveis da manutenção das instalações industriais nas empresas onde laboram
  • Todos os interessados em aprofundar o seu conhecimento neste tema.

MÉTODOS PEDAGÓGICOS

Durante a exposição serão referidos sempre que possível casos práticos específicos das diferentes situações

Partilhe esta informação:

PEDIR MAIS INFORMAÇÃO
2016 © Cenertec - Centro de Energia e Tecnologia
Developed by Inovlancer