Menu
37 ANOS
AO SERVIÇO DA FORMAÇÃO

CURSO LABORAL

Protecção de Dados Pessoais e Segurança Cibernautica - O que mudou desde Maio de 2018 Novo

INTRODUÇÃO

O Regulamento Geral de Proteção de Dados teve aplicação imediata a partir do dia 25 de maio de 2018 em toda a União Europeia, com consequências práticas para todos os países, e Portugal não é exceção. As novas tecnologias permitem às empresas privadas e às entidades públicas a utilização de dados pessoais numa escala sem precedentes no exercício das suas atividades. As pessoas singulares disponibilizam cada vez mais as suas informações pessoais de uma forma pública e global. Esta evolução exige um quadro de proteção de dados sólido e mais coerente na União, apoiado por uma aplicação rigorosa das regras, pois é importante gerar a confiança necessária ao desenvolvimento da economia no conjunto do mercado interno. É essencial conhecer as novas regras, direitos e obrigações e quais as medidas necessárias adotar para cumprimento destas novidades legais.

OBJETIVOS

Este Curso tem como objectivos:
  • Dar a conhecer os direitos e obrigações que advém do Regulamento.
  • Demonstrar de uma forma prática e interativa a sua aplicabilidade.
  • Estruturar procedimentos e boas práticas.
  • Analisar as medidas destinadas a garantir um elevado nível comum de segurança das redes e da informação em toda a União
  • Organizar com os formandos a implementação ajustada à sua realidade.

No final do Curso, todos os Participantes serão capazes de:
  • Reconhecer os direitos, obrigações, cuidados a ter, documentos, procedimentos, imposições legais e sanções a que empresas, organizações e instituições estão sujeitas.

PROGRAMA

Introdução:

Aplicação direta e imediata do Regulamento de Proteção de Dados a partir de 25 de maio de 2018
  • O impacto do Regulamento Europeu 2016/679
  • A relevância do tratamento de dados pessoais

Enquadramento Legal:
  • Direito Interno e da União Europeia

Análise dos conceitos essenciais:
  • Dados pessoais;
  • Tratamento dos dados;
  • Encarregado de proteção de dados (DPO);
  • Responsável pelo tratamento;
  • Subcontratado;
  • Consentimento;
  • Pseudonimização, entre outros.

Âmbito de aplicação:
  • Aplicável a praticamente todas as organizações, embora nem todas se encontrem sujeitas às mesmas obrigações (art.º 2.º, 3.º e 4.º do RGPD). Análise dos requisitos.

Conteúdo e Análise do RGPD
  • Implicações práticas e regras de tratamento
  • Direitos, obrigações e princípios aplicáveis.
  • A figura do Encarregado de Proteção de dados (DPO)
  • Procedimentos e boas práticas.
  • Incumprimento e sanções
 
Análise do Regime Jurídico da Segurança do Ciberespaço
  • Identificação de medidas destinadas a garantir um nível comum de segurança das redes e da informação em toda a União Europeia

INTERESSA A

A todas as empresas, organizações e instituições que tenham a seu cargo operações ou um conjunto de operações efetuadas sobre dados pessoais ou sobre conjuntos de dados pessoais, por meios automatizados ou não automatizados, tais como a recolha, o registo, a organização, a estruturação, a conservação, a adaptação ou alteração, a recuperação, a consulta, a utilização, a divulgação por transmissão, difusão ou qualquer outra forma de disponibilização, a comparação ou interconexão, a limitação, o apagamento ou a destruição de dados pessoais. Todos os interessados em aprofundar o seu conhecimento neste tema.

MÉTODOS PEDAGÓGICOS

Expositivo com recurso a Multimédia e dinâmico com duas Formadoras em sala.

Partilhe esta informação:

PEDIR MAIS INFORMAÇÃO
2016 © Cenertec - Centro de Energia e Tecnologia
Developed by Inovlancer