Menu
37 ANOS
AO SERVIÇO DA FORMAÇÃO

CURSO LABORAL

Curso Básico de AVAC - Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado 7ª edição

INTRODUÇÃO

Os sistemas de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado) são uma das grandes subespecialidades da engenharia mecânica. O objectivo do projecto de sistemas de AVAC é o de “equilibrar” o conforto ambiental com outros factores como os custos da instalação, a facilidade de manutenção e a eficiência energética. A especialidade de AVAC inclui uma série de termos, alguns dos quais, são sumarizados neste curso.
 
Climatização é o termo genérico que designa o processo de tratamento de ar ou a forma de fazer alterar, isoladamente ou conjuntamente, a temperatura, a humidade, a qualidade e a velocidade do ar num local no interior de um edifício.
 
Inclui, portanto, as funções de aquecimento, arrefecimento, humidificação, desumidificação filtragem e ventilação. Se todas estas 6 as funções poderem ser activadas de forma conjugada, corresponde ao ar condicionado.
 
Aquecimento
 
Forma de climatização pela qual é possível controlar a temperatura mínima no local a climatizar. O mesmo que “aquecimento ambiental”.
 
Ventilação
 
Processo renovação do ar de um dado espaço, através de meios naturais ou mecânicos.
 
É do conhecimento de todos que a permanência ao ar livre aumenta o apetite, a capacidade de trabalho e a boa disposição.
 
Quanto mais puro for o ar, isto é, mais rico em oxigénio, melhor se desenvolvem as combustões internas do organismo e mais facilmente são eliminados os gases resultantes dessas combustões, expelidos pela respiração.
 
Sabe-se, por experiência também, que quando se reúnem várias pessoas num local privado de renovação conveniente de ar, ao fim de pouco tempo surge a sensação de mal-estar.
 
É certo que nem todas as pessoas se comportam do mesmo modo mas, mesmo as de melhor constituição sentem os efeitos nocivos duma atmosfera viciada.
 
Nestas circunstâncias é preciso que o ambiente em todos os locais onde permaneçam pessoas seja propício à sua saúde, isto é, em todos os locais de trabalho, de descanso e de recreio deve reinar uma atmosfera de ar puro.
 
Os vapores, gases e poeiras contidos no ar captados com dispositivos estudados devem ser removidos do mesmo, a fim de que ele possa ser libertado na atmosfera ambiente ou exterior devidamente purificado sem que ofereça, portanto, riscos à saúde das pessoas e danos ecológicos

OBJETIVOS

No fim do Curso, os Participantes serão capazes de:

AQUECIMENTO
  • Distinguir os diferentes tipos de aquecimento mais utilizados nos diferentes locais de permanência de pessoas.
  • Seleccionar o grupo térmico adequado para o fim desejado e em função do respectivo combustível a utilizar.
  • Proceder à escolha e dimensionamento dos respectivos emissores térmicos
  • Cálculo simplificado de sistemas de aquecimento.
  • Regulação e controlo das instalações


VENTILAÇÃO
  • Distinguir os diferentes processos de ventilação; ventilação ambiente e localizada
  • Ter conhecimento do valor mínimo de renovação de ar por espaço, em função da sua utilização e do tipo de fontes poluentes nele existente.
  • Seleccionar o ventilador adequado em função dos critérios de selecção, tais como:
       - O tipo de local
       - A classe de fluido a transportar e as suas características
       - A configuração da instalação
       - Caudal e pressão, necessários
       - Nível acústico admissível.
       - Tipo de alimentação
  • Ter noção do conceito de “varrimento do local”
  • Ter noção de captação localizada
  • Detectar os erros mais comuns nas renovações de ambientes
  • Efectuar cálculos simplificados de instalações tipo.


AR CONDICIONADO
  • Distinguir os equipamentos adequado aos diferentes tipos de instalações de Ar Condicionado.
  • Seleccionar o modelo de aparelho que melhor se adapta ao local pretendido
  • Dimensionar uma instalação de AR CONDICIONADO através do cálculo simplificado das cargas térmicas do respectivo local.
  • Distinguir os diferentes tipos de Bombas de Calor
  • Ter conhecimento do seu funcionamento e dos respectivos componentes

PROGRAMA

AQUECIMENTO

1- Noções Gerais

1.1- Temperatura adequada ao organismo, de Verão e de Inverno
1.2- Temperatura; Grau Celsius, Grau Kelvin e Grau Fahrenheit
1.3- Pressão; Pascal, Bar e mm C A 
1.4- Energia; Joule, Watt-hora e Caloria
1.5- Potência; Watt, Kcal/h, 

2- Formas de transmissão de calor
   - Condução
   - Convecção
   - Radiação

3- Sistemas de aquecimento
   3.1- Local
        3.1.1- Fogões, Radiadores e Termo blocos
   3.2- Central
        3.2.1- A água quente, Vapor e Ar quente

4- Termo ventiladores

5 - CÁLCULO DE UMA INSTALAÇÃO DE AQUECIMENTO
   5.1 - Doméstica
   5.2 - Fabril

VENTILAÇÃO

1. Noções Gerais 
   1.1. Constituição do ar
   1.2. Factores de viciação
   1.3. Condições a realizar nos locais de permanência de pessoas

2. Tipos de ventilação 
   2.1. Ventilação Ambiente
   2.2. Ventilação Localizada

3. Processos de ventilação
   3.1. Ventilação Natural
       - Factores que influem na ventilação natural
       - Vantagens e inconvenientes da ventilação natural
   3.2. Ventilação Artificial
       - Ventilação diferencial
       - Ventilação mecânica
       - Ventilação adiabática

4. Partes principais de uma instalação de ventilação
      - Tomada de ar
      - Câmara de poeiras
      - Filtros (finalidade, classificação e características)
      - Ventiladores (finalidade, classificação, curvas características, fixação, etc.)

5. Funcionamento da instalação

Critérios de selecção do ventilador:
     - Do tipo de local
     - Das características do fluido a transportar
     - Da configuração da instalação
     - Do caudal e pressão necessários
     - Do nível acústico admissível
     - Do tipo de alimentação eléctrica
     - Redes de distribuição;
     - Seu traçado
     - Dimensionamento das condutas
     - Disposição das bocas de introdução e de evacuação do ar
     - Regulação e controlo

6. Erros mais comuns nas instalações de ventilação
     - Inexistência de entrada de ar ou entrada de ar insuficiente
     - Aberturas das entradas das saídas de ar muito próximas "curtos circuitos"
     - Incorrecta colocação das entradas em relação às saídas (criação de zonas mortas)
     - Colocação de obstáculos à frente dos extractores ou das entradas.


AR CONDICIONADO

1. Generalidades
     • Bases fundamentais param o Ar Condicionado
     • Definições e termos correntes em Ar Condicionado
     • Classificação de alguns dos sistemas de Ar Condicionado
     • Sistemas de Ar Condicionado

2. Cálculo de cargas térmicas
    • Carga térmica exterior
    • Carga térmica interna
    • Elementos necessários para o cálculo de cargas térmicas – Verão e Inverno.

3. Cálculo de condutas
    • Ar a insuflar em cada zona
    • Determinação das dimensões da conduta
    • Selecção de grelhas e difusores de insuflação e de retorno

4. Cálculo simplificado de uma instalação de Ar Condicionado

5. Eficiência energética dos edifícios

Legislação anterior
  (RCCTE Dec_Lei 80_2006)
  (RSECE Dec_Lei 79_2006)

Legislação actual
  Decreto-Lei n.º 118/2013
  Decreto-Lei n.º 28/2016

Sistema Certificação Energética dos Edifícios (SCE), que integra o Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação (REH), e o Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS).

6. A Bomba de Calor (B C) – Descrição e seu funcionamento
   • Introdução
   • Conceitos fundamentais
   • Ciclo de refrigeração
   • Diagrama Log P-H

7. COP - Coeficiente de desempenho ou factor de ganho

8. SPF - factor de desempenho sazonal ou factor de desempenho do sistema de B C

9. Tipos de Bombas de calor e sua aplicação

10. Combinação de Tecnologias - Energia Solar e Energia Geotérmica com B C.

INTERESSA A

  • Projectistas com funções em gabinetes de projectos nas áreas do AVAC e de instalações fabris.
  • Responsáveis pela manutenção dos equipamentos de AVAC de empresas afins,
  • Quadros responsáveis da manutenção das instalações industriais nas empresas onde laboram
  • Todos os interessados em aprofundar os conhecimentos neste tema

MÉTODOS DE EXPOSIÇÃO

Durante a exposição serão referidos sempre que possível casos práticos específicos das diferentes situações
 

Partilhe esta informação:

PEDIR MAIS INFORMAÇÃO
2016 © Cenertec - Centro de Energia e Tecnologia
Developed by Inovlancer